Univates inicia atendimentos de reabilitação do pós-covid na próxima semana

Projeto busca auxiliar pessoas que ainda permanecem com algum tipo de sintoma ou dificuldade relacionada a doença


0
Foto: Artur Dullius

Na próxima quarta-feira (8), a Univates vai dar início às atividades do Ambulatório de Reabilitação Pós-Covid-19. No local, serão atendidas pessoas que foram acometidas pelo coronavírus e ainda possuem algum tipo de sintoma ou dificuldade relacionada a doença.

Conforme a coordenadora do curso de Fisioterapia da Univates, professora Lydia Koetz Jaeger, o atendimento será gratuito para a população. “Ele é destinado para pessoas que tiveram covid, independente do tempo, se faz seis ou três meses. Vamos tratar aqueles que estão com alguma fraqueza muscular, alguma fadiga, cansaço, ou até mesmo com aquelas úlceras que surgem quando a pessoa permanece muito tempo deitada em um leito hospitalar. Enfim, esse ambulatório é destinado para reabilitação de fisioterapia”, explica.


ouça a reportagem

 


O Programa de Reabilitação da Pessoa Acometida por covid-19 ocorre por meio de uma parceria da Universidade com o Sicredi Integração RS/MG, que assinaram um convênio para a operacionalização em julho. O Sicredi repassou o valor de R$ 20 mil do Fundo Filantrópico. “Os recursos foram destinados para a aquisição de equipamentos, treinamento da equipe e produção de materiais educativos voltados às famílias e às pessoas assistidas pelo programa. Então eles serão revertidos novamente para a comunidade”, relata.

Os atendimentos serão realizados por professores e estudantes do curso de Fisioterapia. A equipe já é composta por três docentes, dois bolsistas remunerados e seis alunos voluntários. No entanto, novos estudantes ainda podem se juntar ao grupo. “Ta sendo muito bacana, pois já temos um bom número de estudantes envolvidos. Então, a ideia é realmente atender a comunidade que está precisando de reabilitação neste momento”, pontua Lydia.

Professora Lydia Koetz Jaeger (Foto: Artur Dullius)

Ela lembra também que as vagas estão disponíveis para moradores de todos os municípios que integram a 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), desde que ele tenha condições de se locomover até a instituição. Os atendimentos acontecem duas vezes por semana, no turno da tarde, em horários pré-agendados, para evitar aglomeração.

“O que vai determinar o tempo de atendimento de cada pessoa é a avaliação realizada inicialmente. Tem pacientes que vamos conseguir reabilitar em um mês, enquanto outros talvez terão que ficar três ou quatro meses. Se a pessoa tem muita fraqueza respiratória e ela precisa recuperar essa capacidade, ficará um período maior com a gente. Mas, a nossa proposta é trabalhar com essa reabilitação em até seis meses”, projeta.

Ainda de acordo com a professora, não há um prazo limite para se inscrever. As pessoas interessadas serão cadastradas e chamadas na medida que novas vagas forem disponibilizadas. “Inicialmente vamos trabalhar com dez vagas. Essas pessoas serão avaliadas e irão entrar dentro do programa de reabilitação. Mas, conforme vamos ter mais estudantes interessados em atuar de forma voluntária, novas vagas serão abertas”, conclui.

O contato para demonstrar interesse no atendimento pode ser feito pelo e-mail fisioterapia.saude@univates.br, ou no telefone/WhatsApp (51) 3714-7031.

Texto: Artur Dullius
reporter@independete.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui