Univates participa do programa “Nenhuma Casa sem Banheiro”, para famílias de baixa renda

Iniciativa busca realizar melhorias sanitárias em domicílios de Lajeado.


0
“Nenhuma Casa sem Banheiro” busca realizar melhorias sanitárias em domicílios no município de Lajeado (Foto: Divulgação)

A Univates, por meio do projeto de extensão Habitar Bem e do Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo (Emau), está participando do programa “Nenhuma Casa sem Banheiro”. Desenvolvido em parceria com a Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Vale do Alto Taquari (Seavat), a Secretaria de Planejamento (Seplan) e a Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sthas), o projeto tem como objetivo realizar melhorias sanitárias em domicílios do Rio Grande do Sul.

Nesta etapa, o programa está recebendo inscrições de profissionais que têm interesse em realizar e acompanhar os projetos em Lajeado. As inscrições devem ser realizadas até o dia 11 de outubro pelo Sistema de Informação e Comunicação do CAU (SICCAU), no site servicos.caubr.gov.br.

De acordo com a professora do curso de Arquitetura e Urbanismo da Univates, Jamile Weizenmann, a participação no programa permite que o estudante desenvolva, em um trabalho social, aquilo que é abordado durante as aulas. “A participação no ‘Nenhuma Casa sem Banheiro’ é uma grande oportunidade de articulação dos diferentes agentes para fomentar a Assistência Técnica de Habitação de Interesse Social (ATHIS) no município, gerando qualidade e melhorias nas habitações. Além disso, para a extensão universitária, essas ações permitem ao estudante compreender a realidade em que vivemos e ver a importância do papel social do arquiteto e urbanista diante do tema da moradia digna. Os voluntários poderão ajudar nos levantamentos das casas selecionadas para reformas dos sanitários e auxiliar nos desenhos técnicos como oportunidade de aprendizagem no campo pessoal e profissional”, salienta a professora.

Conheça o programa

O “Nenhuma Casa sem Banheiro” é investimento de mais de R$ 500 mil realizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS), devendo beneficiar cerca de 11 mil famílias gaúchas de baixa renda. Lançado em junho deste ano, o programa tem como objetivo viabilizar a promoção de melhorias sanitárias domiciliares por meio de projetos executados por arquitetos e urbanistas.

O projeto faz parte de um conjunto de iniciativas de combate à Covid-19 que foram aprovadas durante a 108ª Plenária do CAU/RS, realizada em formato on-line. Em Lajeado, são nove banheiros inscritos, tendo as famílias sido pré-selecionadas pela Sthas, de acordo com critérios estabelecidos em razão de problemas atuais como falta de acessibilidade, instalações precárias e insalubridade. O projeto de extensão Habitar Bem conta com o apoio das empresas Arabesco, Andrea Feine, Florense Lajeado, Lajeadense Vidros, Girafa Comunicação e Open Decor. AI/NR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui