Usuários se manifestam sobre as condições da BR-386

Primeiros resultados indicam um bom atendimento dos requisitos que compõem o contrato de concessão da rodovia.


0
Cíntia Agostini, presidente do Codevat (Foto: Arquivo)

O Codevat criou, no mês de julho, um questionário para ter maiores informações sobre as condições da rodovia BR-386 e demais rodovias da concessão que integra a Rodovia da Integração do Sul.

Até o momento 100 usuários já se manifestarem e todas as manifestações serão levadas adiante para o grupo de trabalho paritário, no qual participa a Agência Reguladora (ANTT), a empresa CCR Via Sul e representantes das regiões envolvidas na concessão.

Os primeiros resultados indicam um bom atendimento dos requisitos que compõem o contrato. No entanto, temos muitas reclamações e indicações dos usuários que irão contribuir com a melhoria do contrato e para o atendimento dos usuários.

Destacadamente, 60% dos usuários indicaram que não percebem buracos na pista, no entanto 58% percebem desníveis na pista. Metade (50%) dos usuários indicam que percebem as condições do pavimento como adequados e os mesmo 50% perceberam como adequada a drenagem em momentos de chuva.

Em se tratando da sinalização, 83% indicação a sinalização vertical como boa ou muito boa e 76% indicação de que a sinalização horizontal (faixas de rolamento ou outros elementos da pista) estão boas ou muito boas. Dos serviços que a Concessionária deve entregar, dos usuários que até o presente momento preencheram a pesquisa, 87% não necessitaram de atendimento de guincho e nos casos restantes, a maioria indicou o serviço como bom; 89% indicou não ter necessitado atendimento de ambulância; 92% indicaram não ter necessitado do atendimento mecânico; 86% não usaram atendimento telefônico; e, 69% não usaram área de descanso e 17% indicaram como bom e outros 10% como regular.

Por fim, 65% dos usuários indicaram o atendimento no guichê como bom ou ótimo e 25% indicam como regular; 69% não usaram a área de descanso e 17% indicaram como bom e outros 10% como regular. Já em se tratando dos canteiros centrais, 68% indicam que estes estão em boas condições e 74% dos usuários indicam que as obras que estão acontecendo estão boas ou muito boas. Por fim, 42% dos usuários entendem como regular o valor cobrado, 32% como bom ou ótimo, e 22% ruim ou muito ruim.

As reclamações que mais apareceram se referem a sistema de cobrança desatualizado, despreparo dos socorristas, sistema de cobrança mais ágil, preço foi motivo de reclamações, problemas indicados no acostamento, indicações concretas de pontos com problemas; falta de informações sobre acessos.

Todas essas ponderações, reclamações e o resultado da pesquisa como um todo será levado por nós, para conhecimento e encaminhamentos da CCR ViaSul. É dessa forma que contribuímos com a melhor gestão da concessão e verificamos o cumprimento do contrato.

Por Cíntia Agostini, presidente do Codevat, economista e professora universitária

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui