Vacinação para profissionais da educação começa nesta quinta-feira em Lajeado

Cerca de 1,2 mil pessoas com comorbidades já fizeram cadastro para receber o imunizante a partir das 16h30 no Posto de Saúde do Centro


0
Foto ilustrativa das professoras da Escola Municipal de Ensino Fundamental Nova Viena em Lajeado (Foto: Gabriela Hautrive)

Os profissionais da educação de Lajeado passam a fazer parte do grupo prioritário de pessoas para vacinação contra a Covid-19. A informação foi antecipada na semana passada pela Rádio Independente, em entrevista realizada com o prefeito Marcelo Caumo, e confirmada nesta terça-feira (11) após a publicação de um decreto pela prefeitura. Recebem a vacina nesta primeira etapa, todos que atuam na área, sendo professores, monitores e técnicos administrativos, portadores de comorbidades e que fizeram cadastro no sistema disponibilizado pela prefeitura.

Segundo o prefeito, a vacinação começa nesta quinta-feira (13), a partir das 16h30, no Posto de Saúde do Centro. Até a manhã desta quarta-feira (12), cerca de 1,2 mil profissionais já haviam feito o cadastro para receber o imunizante. Conforme a assessoria de imprensa, não há um número exato total de quantos profissionais atuam nas três redes: municipal, privada e estadual, mas a estimativa é de que seja cerca de 2,2 mil.

Todos os detalhes foram repassados para 89 diretores e representantes das escolas da cidade em reunião virtual nesta terça-feira (11). Segundo Marcelo Caumo, o apoio dos diretores é muito importante, principalmente em dois momentos específicos. “O primeiro deles é que nós temos duas campanhas de vacinação na rua, da influenza e da Covid, é necessário 14 duas, duas semanas de intervalo entre uma vacina e outra, então explicamos o regramento”.

Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo (Foto: Gabriela Hautrive)

Para os profissionais com idades a baixo de 60 anos, a orientação é que façam a vacina da gripe primeiro. Já os com 60 anos ou mais e também os que possuem comorbidades, é indicado fazer primeiro o imunizante contra a Covid-19, diz o prefeito. “Os profissionais da educação que vão se vacinar precisam levar junto uma declaração assinada pela escola dando conta do vínculo com a escola e também comprovando que esse profissional esta na ativa”, explica o prefeito. Para os que possuem comorbidades, Caumo reforça que não há limite de idade. “Isso distingue um pouco do regramento vigente para outros grupos prioritários e depois vamos avançar em ordem decrescente de idade”.

A decisão em vacinar os profissionais da educação se deu pela sobra de vacinas dos grupos prioritários que possuem comorbidades no cronograma do Governo Federal. “Há uma quantidade bem significativa de doses que não foram utilizadas porque não houve procura das pessoas com comorbidades e consideramos a área da educação um serviço fundamental”. Além disso, esses profissionais estão em contato diariamente com cerca de 15 mil estudantes do município, segundo Caumo. “Os professores serão vacinados em local próprio, que é no posto do centro, e não tem interferência na vacinação dos outros grupos”.

Agendamento para vacinação

Conforme Marcelo Caumo, os agendamentos para vacinações são feitos através de um sistema inovador lançado pela prefeitura. “Os profissionais da educação se cadastram e entram em uma lista virtual, de acordo com a qualificação deles, comorbidade ou idade, o sistema faz o agendamento do dia e horário para vacinação”. A partir do momento que o sistema der certo, o prefeito relata que a idade é estender ele a todos os demais grupos prioritários. “Assim vamos tentar eliminar as filas de vacinação, pois a pessoa terá um intervalo de meia hora para ser vacinada de acordo a ordem estabelecida pelos critérios e definida pelo sistema”, relata.

Os profissionais da educação devem se cadastrar no link agenda vacina Lajeado. Lá eles preenchem os dados e fazem o cadastro. Se estiver tudo certo, as pessoas irão para uma fila virtual. A ordem de priorização será por comorbidades e por idade (do mais velho para o mais novo). Quando houver disponibilidade de doses, o sistema agendará a vacinação via SMS. É importante conferir o SMS diariamente.

No dia da vacina, o profissional deverá levar uma declaração de vínculo com a escola (documento assinado pelo diretor, conforme modelo disponível no decreto) e, se tiver comorbidades, um atestado da comorbidade. No link, a pessoa também pode consultar o agendamento ao informar o CPF. Em caso de dúvidas, enviar e-mail para vacina@lajeado.rs.gov.br

Decreto publicado pela prefeitura

Foto: Reprodução

De acordo com o decreto publicado pela Prefeitura de Lajeado nesta terça-feira (11), com informação confirmada pelo prefeito Marcelo Caumo, a vacinação cobrirá todos os profissionais que atuam na rede de educação, como professores, monitores, técnicos administrativos e pessoal de apoio incluídos nas redes de ensino Estadual, Municipal e Privada. O decreto ainda afirma que a vacinação dos profissionais da educação é fundamental e estratégica para resguardar as políticas públicas voltadas ao atendimento de cerca de 15.000 alunos matriculados na rede pública e particular de ensino do município.

Segundo apurado pelo município, desde o início da pandemia até o dia 30 de abril ocorreram 103 internações hospitalares em pessoas com idade inferior a 60 anos de idade no Hospital Bruno Born (HBB), sendo que 30 pacientes, ou seja 29%, não apresentaram nenhuma comorbidade e outros 20 (19%) apresentaram outras comorbidades não integrantes dos grupos classificados na proposta do Ministério da Saúde. Esses pacientes, somados aos casos do total de internações clínicas, representam 49% dos internados que não são considerados grupos de risco para a vacinação.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui