Vale do Taquari conhece Dubai, a cidade dos prédios gigantes e das águas dançantes

Confira como foi o primeiro dia do grupo da região, que está em solo árabe


0

O primeiro dia da Missão Empresarial Acil 100 Anos de Dubai foi encantador. Primeiro, o grupo de 22 pessoas recebeu a informação de que todos os 22 viajantes testaram novamente negativo para covid-19 no Aeroporto de Dubai. Isso significa que estamos livres para viajar e ter novas experiências. Caso alguém testasse negativo, teria que ficar dez dias dentro do quarto do hotel.

A partir daí saímos para trocar nossos dólares por Dirham – a moda do Emirados Árabes. Conseguimos a conversão de U$1 por 3,65 Dirham (pouco mais de R$1,50 por Dirham).

No Centro de Dubai conhecemos o Dubai Mall, o segundo maior centro de compras do mundo (somente atrás do de New Century Global Center). Inaugurado em 2008, com o custo de U$ 20 bilhões, o Dubai Mall tem 1.200 lojas, hotel, 120 restaurantes, 160 lojas de fast-food, pista de patinação no gelo (Dubai Ice Rinck) e um dos maiores aquários do mundo: o Dubai Aquarium and Discovery Centre, que possui mais de 33 mil animais marinhos.

São mais de 502 mil m² e cerca de 54 milhões de visitantes por ano. Pelo que percebi no local, cerca de 10% das pessoas usam kandoora e abaya (roupas típicas árabes que cobrem o corpo inteiro para homens e mulheres, respectivamente), até porque aproximadamente 90% da população de Dubai é proveniente de outros países. Um dos taxistas com quem conversamos hoje, por exemplo, era de Bangladesch.

A partir do fim da tarde é que Dubai ficou ainda mais bonita. Não só por seu emaranhado de prédios muito altos e bonitos, mas como seu fim de tarde e as danças no lago artificial, próximo ao Dubai Mall, ao Burj Khalifa (prédio mais altos do mundo com 828 metros). O show das águas dançantes ocorre a cada 30 minutos com músicas locais e internacionais – é algo que não pode deixar de ser visto por um visitante.

Dubai apresenta ainda uma infinidade de atrações, que estarei contando pra vocês nos próximos dias. A cidade, por exemplo, tem um limite de 80km de velocidade, tem radares em suas sinaleiras e diversas faixas elevadas, onde é dada a preferência para o pedestre. O horário de pico ocorre entre 16h e 22h.

Esta quinta-feira será de city tour para o grupo do Vale do Taquari e culminará com um safári no deserto de Dubai, com direito a acompanhar o pôr-do-sol e dança no deserto.

Importante salientar que cada empresa ou empresário está custeando sua viagem.

A cobertura da Missão Empresarial para a Expo 2020 Dubai na Rádio Independente tem o apoio de: Sollar Sul Energia Solar, Brincasa, Languiru, Smart Tecnologia em Comunicação e Kaimon Concessionária Kia e Mitsubishi.

Saiba mais

Após positivar para a covid-19, empresário de Taquari testa negativo e viaja junto a Dubai

 

Texto Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui