Vale do Taquari registra mais quatro mortes por Covid-19

Vítimas são de Cruzeiro do Sul, Santa Clara e Estrela.


2
Foto: Ilustrativa

O Vale do Taquari registrou mais quatro mortes em decorrência da Covid-19. O Hospital Bruno Born (HBB) de Lajeado informou nesta quarta-feira (3) o falecimento de uma mulher de 55 anos, moradora de Santa Clara do Sul, que estava internada desde o dia 24 de fevereiro. Ela veio a óbito às 17h05 desta quarta-feira (3). É o quarto falecimento pelo vírus registrado no município.

Em Cruzeiro do Sul, outros dois óbitos por Covid-19 foram registrados nesta quarta-feira (3). Os dois homens, de 85 e 86 anos, morreram entre a noite de terça-feira (2) e a manhã da quarta-feira (3). O município alcança o número de dez mortes por coronavírus.

O Hospital Estrela também confirmou, na manhã desta quinta-feira (4), a morte de mais uma vítima de complicações da Covid-19. O homem de 75 anos era morador do município e estava internado na casa de saúde desde o dia 24 de fevereiro, na UTI Covid. O idoso era hipertenso e portador de dislipidemia. É a 29ª vítima do coronavírus em Estrela.

Mortes no Vale

Agora o Vale do Taquari soma 327 mortes em decorrência do novo coronavírus, sendo seis delas, ainda não reconhecidas pelo Estado. O município com maior número de óbitos pela doença é Lajeado, com 81; seguido de Taquari (40), Estrela (29, dois não reconhecidos), Teutônia (28), Encantado (23), Arroio do Meio (13), Arvorezinha (12), Bom Retiro do Sul (10), Cruzeiro do Sul (10, dois não reconhecidos), Muçum (nove), Paverama (nove), Roca Sales (oito), Vespasiano Corrêa (cinco),  Putinga (cinco), Fazenda Vilanova (quatro), Travesseiro (quatro),  Sério (quatro), Tabaí (quatro), Santa Clara do Sul (quatro, um não reconhecido), Pouso Novo (três),  Marques de Souza (três),  Imigrante (três, um não reconhecido), Anta Gorda (dois),  Canudos do Vale (dois), Progresso (dois), Relvado (dois), Capitão (dois), Ilópolis (dois), Forquetinha (um), Colinas (um), Nova Bréscia (um) e Poço das Antas (um). LF/RS

2 Comentários

  1. O que mais me deixa indignada que tem idosos se negando a se vacinar enquanto jovens lutando pra viver,sem contar dos professores do grupo de risco que nao foram liberados a VACINA ,sao vidas perdidas,familias destruidas,atitudes incoerentes ao nosso contexto atual.Quando isso passa,que isso vai passar que teremos aula,de como votar,de DIREITOS HUMANOS,como dizia RENATO RUSSO que pais e esse?!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui