Valor da Consulta Popular será dividido entre os 10 municípios da região que tiverem maior participação

Processo teve início na última segunda-feira (22) e segue até o dia 30


0
Presidente do Codevat, Luciano Moresco (Foto: Divulgação)

Já está em andamento a votação da Consulta Popular de 2021. O processo teve início na última segunda-feira (22) e segue até o dia 30 de novembro. Neste ano, as propostas que constam na cédula regional abrangem as áreas de turismo, meio ambiente e agricultura.

Dos três projetos, apenas o mais votado será contemplado com recursos no orçamento de 2022 do Governo do Estado. O projeto escolhido no Vale do Taquari receberá R$ 942.857. Segundo o presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), Luciano Moresco, dois critérios serão levados em consideração para a distribuição dos valores.


ouça a reportagem

 


“Foi definido, por meio do Codevat, que apenas os 10 municípios que mais tiverem votação é que vão dividir estes R$ 942 mil. Um detalhe ainda, essas 10 cidades também precisam alcançar, no mínimo, 2% do seu eleitorado para se habilitarem a receberem este valor. Esta última regra é a nível estadual”, explica.

No entanto, segundo o presidente do Codevat, não é possível realizar uma estimativa de quantos eleitores da região devem participar. “É muito difícil de fazer previsões. Se o processo fosse como antigamente, quando os próprios municípios se envolviam, de levar urna e visitar empresas, seria possível. Agora, como é tudo digital, é complicado passar números. Mesmo assim, nós solicitamos ao Estado para nos dar parciais de votação. Talvez na tarde desta quarta-feira e gente receba uma primeira parcial e na próxima sexta uma segunda parcial”, relata.

Foto: Divulgação

As iniciativas que compõem a cédula propõem o desenvolvimento de ações nas áreas do cicloturismo, do uso de recursos hídricos e o fomento de programas que contemplem o manejo e a conservação do solo. “Nós estamos não só convidando, mas convocando a sociedade do Vale do Taquari, que sempre teve o reconhecimento do Estado como uma das mais participativas, para que continue se destacando. Não é perder alguns minutos. Na média, quem tem participado, leva de dois a três minutos. Não se perde nada. A gente ganha, pois está exercendo a cidadania e tendo a oportunidade de definir parte de orçamento do Estado no nosso Vale”, reforça.

Podem participar as pessoas maiores de 16 anos, que possuem título eleitoral. A votação acontece de forma digital por meio do aplicativo Colab ou pelo site da Consulta Popular (consultapopular.rs.gov.br). “Neste ano a Consulta Popular recebeu uma roupagem um pouco diferente, mas sempre mantendo o objetivo da maior participação possível dos eleitores. Foi inserido o formato do aplicativo, que é a forma que o Estado entendeu de oportunizar uma ampla participação, ainda também influenciado pelos efeitos de uma pandemia”, conclui Moresco.

O resultado final será divulgado no 2 de dezembro.

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui