“Vamos dar uma freada nesses crimes”, diz delegado sobre roubo de veículos e cargas na região

Operação Carcará, desencadeada na manhã desta quarta-feira (12), prendeu duas pessoas. Ainda foram apreendidos seis celulares e uma arma de fogo.


0
Delegado titular da Draco, Dinarte Marshall Júnior (Foto: Gabriela Hautrive)

A Polícia Civil e a Brigada Militar de Lajeado desencadearam a Operação Carcará na manhã desta quarta-feira (12).  O objetivo da ação foi combater roubos de veículos em Lajeado e cargas de cigarros no Vale do Taquari. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão no Bairro Boa União, em Estrela, e nos Bairros Centro, Florestal, Moinhos e Carneiros, em Lajeado.


OUÇA A REPORTAGEM 


Conforme o titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), com sede em Lajeado, Dinarte Marshall Júnior, o processo de investigação se estendeu por cerca de dois meses, resultando em duas pessoas presas. “Foram três roubos de veículos com vítimas mulheres e em um deles houve até agressão e luta corporal entre o criminoso e a vítima. Os roubos de cigarros vinham acontecendo na região desde o início do ano se intensificaram a partir de março, somando seis ocorrências. Acreditamos que vamos dar uma freada nesses tipos de crimes”.

O trabalho da polícia buscou identificar dois grupos distintos em uma mesma ação, como explica o delegado. “Se cumpriu as operações juntas pela facilidade e pela chance maior de êxito, tendo em vista que o momento em que se faz uma ação os criminosos se retraem, e isso acontece também com o tráfico de drogas”. Marshall Júnior também informa o motivo pela escolha do nome de “Carcará” para a operação. “É uma ave de rapina que acontece aqui na nossa região que é o Carcará por atacar presas mais frágeis e menores que eles, que é o que acontecia no caso dos roubos de carros, em que os autores escolhiam somente mulheres, nos três roubos de carros nos identificamos que eles escolheram as vítimas”, relata.

Além da coordenação da Draco, a operação contou com a participação da Brigada Militar de Lajeado, e delegacias de Polícia Civil de Lajeado, Estrela, Cruzeiro do Sul e Nova Bréscia. “Integrada principalmente no sentido da troca de informações com a Brigada Militar que tem sido constante e tem trazido bons resultados”, relata. Participaram da ação 13 policiais civis, oito policiais militares e dez viaturas.

Continuidade nas investigações

A autoridade policial informa que a prisão é apenas uma medida cautelar para que os autores não possam dar sequência aos crimes, porém as investigações terão continuidade. “Trabalhar para tentar recuperar os veículos, acreditando que eles ainda estejam na região, que não tenham sido desmanchados”. Já quanto ao roubo de carga, o delegado relata que é um pouco mais difícil fazer a recuperação, ao menos que ela seja logo depois da ação, como no caso de um roubo ocorrido no 27 de julho, no Bairro Olarias, quando após o crime, a Draco e a BM encontraram os materiais em sítio no município de Forquetinha.

“Nós acreditamos que com a prisão o grupo tenha sido desarticulado, pois a casa onde foi encontrado o produto apreendido no dia 27 era desse indivíduo que foi preso hoje”, explica. O delegado ainda informa que os seis celulares apreendidos nesta quarta-feira serão analisados para tentar chegar a outros envolvidos nos crimes ou até mesmo obter mais detalhes sobre a articulação dos mesmos. Já a arma apreendida estava na residência do homem de 25 anos, morador de Estrela. O outro preso, de forma temporária, tem 32 anos e reside em Lajeado.

Roubos

As ações dos bandidos contra cargas de cigarro ocorreram em datas diversas, tendo a prisão desta quarta-feira (12) sido desencadeada após o roubo ocorrido no dia 27 de julho, no Bairro Olarias, quando após o crime, a Draco e a BM passaram a empreender buscas pelo veículo utilizado pelos suspeitos, um GM Onix, o qual foi recuperado no Bairro Montanha e, logo após, recuperada a carga roubada, com a arma e roupas utilizadas pelos criminosos, em um sítio que fica num balneário em Forquetinha.

Os demais roubos ocorreram em 25 de maio na Linha São José, em Estrela; 7 de abril na Trans Santa Rita, em Estrela; 3 de março na Linha Lenz, em Estrela; 21 de janeiro no Bairro São Cristóvão, em Lajeado; 13 de dezembro de 2019 na BR-386 em Fazenda Vilanova; e 28 de novembro do ano passado na RSC-453 em Cruzeiro do Sul.

Texto: Gabriela Hautrive
producao@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui