Variantes podem ter surgido em pessoas infectadas por muitos dias

Mutação do vírus pode ter surgido em pessoas com o sistema imunológico mais vulnerável e que ficam mais tempo infectadas


0
Foto: Divulgação

Qualquer vírus sofre mutações espontaneamente, alguns são rápidos e outros, mais lentos. No SARS-CoV-2, as variações acontecem a cada duas semanas e os pesquisadores tentam descobrir onde e como elas acontecem mais facilmente. A principal hipótese é que as novas cepas da covid-19 surgiram a partir de pessoas que ficaram infectadas por muitos dias e com problemas de saúde que afetam o sistema imunológico.

O biólogo e virologista do Instituto de Medicina Tropical, da Faculdade de Medicina da USP (IMT/FMUSP) José Eduardo Levi explica a possibilidade do aparecimento de mutações. “Uma das hipóteses mais prováveis para o surgimento de variantes, não a brasileira necessariamente, é que as novas cepas surgiram em pessoas que ficaram muito tempo infectadas”, afirma.

O vírus teve tempo para se adaptar e evoluir dentro do corpo do paciente antes de ser transmitido a outras pessoas. Segundo Levi, isso acontece normalmente em pessoas com sistema imunológico afetado.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui