Varíola do macaco: RS confirma caso suspeito da doença em Porto Alegre

Caso de homem era monitorado desde a última sexta-feira


0
Foto: Cynthia S. Goldsmith / Centers for Disease Control and Prevention

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul (SES) passou a considerar, nesta segunda-feira, suspeito da varíola do macaco (chamada de monkeypox) um caso que estava em monitoramento desde sexta-feira. É um residente de Portugal que se encontra em viagem a Porto Alegre.

De acordo com a pasta, o conceito de caso suspeito estabelecido pelo Ministério da Saúde passou por uma atualização nesta segunda (30), a partir da qual foi possível relacionar esse caso registrado na Capital. O homem procurou atendimento médico dia 19 e novamente no dia 23 deste mês. O paciente desconhece contato com pessoas em Portugal que sejam confirmadas ou suspeitas para a doença varíola do macaco e relata melhora parcial das queixas citadas com tratamento instituído. Caso segue em monitoramento e acompanhamento clínico na residência de familiares.

Para ser considerado suspeito, o caso precisa ser de um indivíduo que, a partir de 15 de março deste ano, apresente início súbito de febre, adenomegalia (aumento dos linfonodos do pescoço) e erupção cutânea aguda do tipo papulovesicular de progressão uniforme e que apresente um ou mais dos seguintes sinais ou sintomas: dor nas costas, astenia (perda ou diminuição da força física) e cefaleia (dor de cabeça).

Fonte: Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui