Vencer nossos medos pode destravar nossa mente para melhorar nossos resultados 

O medo descontrolado divide nossos pensamentos e boicota os nossos resultados.


0
Gustavo Bozetti, diretor da Fundação Napoleon Hill e MasterMind RS

Existe uma passagem filosófica que conta a história de um jovem que buscava se tornar um grande sábio. Porém, ele queria que isso acontecesse o mais rápido possível. Esse jovem era discípulo de um grande mestre que era considerado um dos homens mais sábios daquela região. Num determinado momento, o jovem pediu ao seu mestre orientações sobre como ele poderia se tornar um grande sábio rapidamente. O mestre pediu que seu discípulo passasse os próximos 12 meses sem pensar em peixe. O jovem agradeceu a orientação e, achando muito fácil aquela missão, seguiu sua vida com a certeza que em 12 meses se tornaria um grande sábio. Passaram-se três meses e o jovem procurou novamente seu grande mestre, detentor de profunda sabedoria. Ao ver o discípulo se aproximar, o grande mestre se antecipou ao jovem e perguntou:

— Como está a sua missão, meu jovem? Está se mantendo forte e constante na sua jornada até a sabedoria?

O jovem respondeu:
— Mestre, não estou mais preocupado em me tornar um grande sábio. Quero, apenas, que você me ajude a tirar esse peixe que não sai da minha cabeça faz 3 meses…


ouça o quadro

 


Conto essa história com “liberdade poética”, pois ela reflete muito bem a dificuldade que temos de controlar as nossas mentes. Muitos de nós não sabemos prensar os nossos próprios pensamentos. Somos estimulados e induzidos a pensar coisas o tempo todo. Porém, a grande maioria dos pensamentos que permeiam as nossas mentes não são frutos da nossa mente consciente. Sabemos que a nossa atenção pode ser capturada de diversas formas, o que acaba influenciando a nossa forma de pensar. Muitas vezes somos induzidos a pensar em algo que “achamos” ser fruto dos nossos próprios pensamentos, mas, na verdade, estamos sendo influenciados a pensar daquela forma. Bons negociadores sabem usar esses pontos a seu favor. Alguns empreendedores usam técnicas para obter melhores resultados, enquanto outros são induzidos ao consumo por não dominar essas técnicas. O nosso cérebro não registra o “não” quando se trata de um pedido de ação. Lembramos, apenas, da experiência que nos é sugerida. É por este motivo que Napoleon Hill cita que apenas 2% da população mundial consegue pensar por si.

Um fator que impede a nossa mente de pensar é a emoção do medo. O medo descontrolado divide nossos pensamentos e boicota os nossos resultados. Napoleon Hill diz que nós, seres humanos, possuímos sete medos que bloqueiam o nosso potencial. Outro dia fiz uma enquete sobre qual dos sete medos é o que mais limita o potencial humano. A maioria esmagadora das pessoas disse ser o medo da crítica. Você concorda que o medo da crítica limita o ser humano? Você já pensou quantas oportunidades você deixou passar por não dominar o medo da crítica? Você conhece alguém que não aceitou uma oportunidade de crescer na empresa pois tinha vergonha de falar para mais pessoas? Você conhece alguém super talentoso que prefere manter esse talento escondido por ter medo de ser criticado?

Infelizmente, a história é repleta de pessoas talentosas com resultados medianos, enquanto pessoas corajosas colhem os melhores resultados da vida. Sabemos que as mentes podem deixar de funcionar em momentos extremos como esse que estamos enfrentando. Vencer essas armadilhas podem destravar o nosso crescimento e a nossa evolução. Se, por acaso, você ainda não enfrentou esse limitante, recomendo que busque ajuda imediatamente para que você possa vencer essa amarra e destravar o seu potencial. Afinal, quem sabe pensar, enriquece. Forte abraço e até a vitória, sempre.

Gustavo Bozetti (@gustavobozetti), diretor da Fundação Napoleon Hill e MasterMind RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui