Vendedor diz que Luís Miranda tentou negociar compra de vacina

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia


0
Representante Luiz Paulo Dominguetti Pereira afirmou que o deputado Luís Miranda procurou sua empresa com o objetivo de negociar a compra de vacinas da AstraZeneca (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O representante comercial da empresa Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, afirmou à CPI da Covid que o deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) procurou sua empresa com o objetivo de negociar a compra de vacinas da AstraZeneca. O deputado federal Miranda esteve na CPI da Covid na semana passada denunciando irregularidade em outra negociação, da Covaxin. Dominguetti apresentou um áudio, que diz ser a voz de Luís Miranda afirmando representar um cliente que costuma comprar vacinas, mas exige provas de que os lotes estariam disponíveis. Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, Dominguetti relatou um suposto pedido de propina de US$ 1 por dose de vacina da AstraZeneca em troca de fechar contrato com o Ministério da Saúde.  Fontes: R7 e CNN

Certificado digital da Covid-19 entra em vigor na União Europeia

O certificado digital da União Europeia para a Covid-19 entra em vigor oficialmente nesta quinta-feira (1º) nos 27 países que fazem parte do bloco – além da Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein. O documento, que facilita o trânsito de pessoas sem a necessidade de quarentena ou de exames adicionais na hora de viajar, é exibido em forma de código QR, podendo ser apresentado pelo celular ou de maneira impressa. A declaração contém informações pessoais do indivíduo, além de dados como, por exemplo, se ele foi vacinado contra o novo coronavírus, com qual imunizante e a data da vacinação. Fonte: CNN

INSS já pode bloquear benefício por falta de prova de vida

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) poderá bloquear a partir deste mês de julho o benefício de quem teve o prazo para a prova de vida vencido. Desde o ínício de junho, o instituto retomou a obrigatoriedade para aposentados e pensionistas do procedimento, que é feito todo ano, mas havia sido suspenso em março de 2020 por causa da pandemia de covid-19. Os segurados com vencimento em março e abril deveriam ter feito o procedimento até esta quarta-feira (30). A partir desta data, o benefício poderá ser bloqueado. Para liberar o pagamento, a pessoa precisará ir a agência bancária onde recebe o benefício para fazer o recadastramento. Após 90 dias, caso ninguém compareça, o benefício será cessado.  A partir desta quinta-feira (1º), a medida também passa a ser obrigatória a aposentados e pensionistas do serviço público federal e a anistiados políticos. Até o dia 15 de junho, 23,6 milhões já haviam realizado o procedimento, sendo 12,1 milhões no ano passado e 11,4 milhões neste ano. Segundo o instituto, dos 36 milhões de segurados, ainda faltam 12,3 milhões. Fonte: R7

Brasil supera 100 milhões de vacinas contra covid aplicadas

O Brasil ultrapassou na noite de quarta-feira (30) a marca de 100 milhões de doses de vacina contra a covid-19 aplicadas desde o início da campanha de imunização, em 17 de janeiro. Segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, 74.354.809 pessoas já receberam a primeira dose da vacina, o que representa 46,47% da população apta a ser imunizada contra a covid-19 (maiores de 18 anos) — o governo ainda não incluiu crianças ou adolescentes na campanha. Outros 27.121.995 milhões de indivíduos completaram o esquema vacinal (seja com duas doses ou com a vacina de dose única da Johnson & Johnson), o que equivale a 12,72% da população acima de 18 anos. Fonte: R7

Mais de 20 cidades de SC amanhecem com temperaturas negativas

O primeiro dia de julho começou com temperaturas negativas em mais de 20 cidades de Santa Catarina. Em Urupema, na Serra, os termômetros marcaram -3,3ºC durante a madrugada desta quinta-feira (1º). Já em Curitibanos, no Oeste, a mínima foi de -2,8ºC. Também na Serra, Urubici menor marca foi de -1,01ºC. Em São Joaquim, onde marcou -1,7ºC, houve formação de geada e a superfície de uma poça de água chegou a congelar. Fonte: G1

Gabinete de Crise mantém Alerta para 12 regiões Covid

O governo do Rio Grande do Sul divulgou, nesta quarta-feira, que irá manter o Alerta para 12 das 21 regiões Covid, dentro do Sistema 3As de Monitoramento. São elas, conforme decisão do Gabinete de Crise: Bagé, Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria, Santa Rosa e Uruguaiana. Nesta semana, novamente não foram emitidos novos Avisos. Por outro lado, a equipe técnica do GT Saúde e do GT Protocolos sugeriu a retirada dos Alertas de Santa Cruz do Sul e Santo Ângelo. Desde a implementação do novo sistema, em maio, ainda não havia ocorrido a retirada de um Alerta. Até aqui a região de lajeado recebeu apenas dois Avisos. Fonte: Correio do Povo

CCR ViaSul começa trabalhos para a duplicação da BR-386

A CCR ViaSul deu início à duplicação da BR-386 na manhã desta quinta-feira (1). O primeiro trecho a receber a melhoria, com 20,3 quilômetros de extensão, vai do km 325,5, em Marques de Souza até o km 345,8, em Lajeado. A concessionária aguardava o recebimento da Autorização de Supressão Vegetal (ASV), para iniciar os trabalhos de preparação para o pavimento. A análise prévia do local, bem como as instalações do canteiro de obras e alojamentos, além da preparação do maquinário e das frentes de obras já foram concluídas. Nesse primeiro momento estão sendo feitos apenas cortes da vegetação às margens da rodovia, mas o diretor-presidente da CCR ViaSul, Fausto Camilotti adianta que, com as máquinas indo para as pistas, haverá interferência do trânsito da BR-386. Mesmo com o atraso de 4,5 meses no início das operações, a CCR terá que concluir os primeiros 10km, a começar por Marques de Souza, até fevereiro de 2022. Ao todo, nesta primeira etapa de duplicação, estão previstos investimentos em torno de R$ 250 milhões./AI/LF

Brasil cria 280,6 mil vagas de emprego formal em maio

Após a criação de 116.423 vagas em abril (dado revisado nesta quinta-feira), o mercado de trabalho formal brasileiro registrou um saldo positivo 280.666 carteiras assinadas em maio, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados neste dia 1º de julho pelo Ministério da Economia. O resultado do mês passado decorreu de 1,548 milhão de admissões e 1,268 milhão de demissões. Em maio do ano passado, em meio à primeira onda da pandemia de Covid-19 no País, houve fechamento de 373.888 vagas com carteira assinada. Fonte: Correio do Povo

Produção e apresentação: Ricardo Sander
Próxima edição:  às 18h

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui