Verba para pesquisa de vacina nacional é prioridade, diz secretário

Confira as informações do programa Correspondente Independente das 18h


0
Foto: Edu Andrade/Ascom

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse nesta segunda-feira (3) que a recomposição da verba para o financiamento de pesquisas da Versamune, vacina brasileira contra a covid- 19 anunciada pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, está entre as prioridades do governo federal.

“Já está em estudo quais procedimentos para recomposição dessa dotação [da vacina brasileira]. É um assunto prioritário na agenda, vai ser discutido. Não posso antecipar, mas afirmo que esse é um assunto prioritário, estará na Junta de Execução Orçamentária [composta pelo Ministério da Economia e pela Casa Civil]. Existem pelo menos três alternativas para serem desenhadas”, adiantou Waldery, ao participar da Comissão Temporária da Covid-19 do Senado.

Quase R$ 30 bilhões que seriam destinados à pesquisa do imunizante apoiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações foram alvo de vetos presidenciais e contingenciamento. Segundo o governo, as medidas foram necessárias para ajustar a peça orçamentária de 2021. Aos senadores, Waldery garantiu que à época que o veto presidencial, o corte adicional de recursos para a vacina brasileira não estava “explícito”.


OUÇA O PROGRAMA 


Segunda-feira com 58 óbitos e 622 casos de Covid-19 informados pelo Estado

O Rio Grande do Sul teve 58 óbitos e 622 novos casos de Covid-19 conforme a Secretaria Estadual de Saúde. Para o Vale do Taquari, o Estado atribui um óbito de um morador de Teutônia (62 anos), ocorrido em 1º de maio. Agora o estado chega a um total de 980.806 casos confirmados de Covid-19. Desses 943.031 (96%) estão recuperados (96%). Rio Grande do Sul já tem 2.275.042 de pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, o que representa 19.9% dos 11.422.973 habitantes gaúchos. Desses, 954.943 (8,3%) já receberam a segunda dose.

Universidade dos EUA projeta 3ª onda da covid no Brasil em julho

Se houver um relaxamento absoluto das medidas que restringem a mobilidade de pessoas, o Brasil poderá enfrentar uma terceira onda de covid-19 a partir de julho, com mais de 4.200 mortes por dia no pico. A projeção é do Instituto de Métricas e Avaliação de Saúde da Universidade de Washington, nos Estados Unidos. O pior cenário calculado pelos pesquisadores mostra uma subida da curva de novas infecções ainda em maio, chegando a um pico na metade de junho. As mortes, então, atingiriam um patamar nunca antes visto a partir de julho. Fonte: R7

Paulo Gustavo sofre embolia pulmonar e tem piora no quadro; ‘Extrema gravidade’, diz boletim

O ator Paulo Gustavo, de 42 anos, voltou a sofrer com complicações geradas pela Covid. Internado desde 13 de março, ele vinha tendo melhoras significativas e, no domingo (2) chegou a ter redução de sedativos e bloqueadores e interagir com médicos e o marido, Thales Bretas. Mas, segundo boletim médico divulgado nesta segunda-feira (3), na noite do domingo, o ator teve uma piora significativa do quadro sofrendo com uma embolia. Fonte: G1

Festa com quase 1 mil pessoas é encerrada no RS

A Guarda Municipal de Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre, encerrou uma festa com cerca de 1 mil pessoas, na noite deste domingo (2). A abordagem foi feita após denúncia anônima. Segundo os agentes que foram ao local, havia aglomeração concentrada nas calçadas, com música ao vivo e consumo de bebidas alcoólicas. A Guarda dispersou a multidão e encerrou a música. O responsável foi notificado e assinou termo circunstanciado por descumprimento de decreto e artigo 268 do Código Penal Brasileiro, que proíbe infringir determinação do poder público. Fonte: G1

Após ataque hacker, Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul restabelece parte dos sistemas eletrônicos

Com o setor de TI (Tecnologia da Informação) do TJ-RS (Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul) trabalhando de forma ininterrupta, alguns serviços eletrônicos puderam ser restabelecidos neste começo de semana. Na última quarta-feira (28), a instituição sofreu um ataque cibernético que deixou inoperante todo o sistema de informática do judiciário gaúcho. Fonte: O Sul

Bruno Covas tem sangramento e é transferido para UTI

Em tratamento contra um câncer desde 2019, o prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas, está internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Sírio Libanês, na capital paulista. De acordo com boletim médico enviado à imprensa no início da tarde de hoje (3), Bruno Covas foi submetido a uma intubação orotraqueal e está recebendo as medidas de suporte clínico. Fonte: Agência Brasil

Estagiários com contratos suspensos pela prefeitura ganham ação judicial e voltam ao trabalho em Lajeado

Os 61 estagiários que atuam no setor de educação da Prefeitura de Lajeado, que tiveram seus contratos suspensos a partir do dia 1º de abril conseguiram reverter a situação para voltar ao trabalho através de uma ação judicial deferida no último sábado, 1º de maio. Os estudantes trabalham como auxiliares e monitores dentro das escolas municipais. A prefeitura poderá recorrer da decisão, mas por enquanto os estagiários seguem liberados para exercerem suas atividades. GH

Quase metade dos contribuintes ainda não enviou declaração do IR

A 28 dias do fim do prazo, quase metade dos contribuintes ainda não acertou as contas com o Leão. Até o momento, 17.217.336 contribuintes enviaram a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 52,8% do previsto para este ano. O balanço foi divulgado pela Receita Federal, com dados apurados até as 11h desta segunda-feira (3). Neste ano, o Fisco espera receber até 32.619.749 declarações. No ano passado, foram enviadas 31.980.146 declarações. O prazo de entrega começou em 1º de março e vai até as 23h50min59s de 31 de maio. Fonte: Correio do Povo

Está mais barato transferir veículo no Rio Grande do Sul

O novo valor da taxa de alteração de registro do DetranRS, paga nos serviços de transferências de propriedade de veículos, entra em vigor nesta segunda (3). Antes com dez faixas de preço que variavam conforme o tipo, a potência do motor e a idade do veículo, que chegavam a custar R$ 1.189,54 (no caso de um ônibus de até quatro anos de fabricação), agora tem valor único fixado em R$ 149,33 para todos os veículos. Fonte: Governo RS

Produção e apresentação: Rita de Cássia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui