Vereadora de Canguçu é escolhida para “embelezar” mesa diretora

Em reação, Iasmin Roloff (PT) disse ter ficado constrangida


0
A vereadora Iasmin Roloff (PT) durante a sessão na Câmara de Canguçu | Foto: Reprodução

A eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Canguçu, no Sul do Rio Grande do Sul, ficou marcada por um ato de machismo. A vereadora Iasmin Roloff (PT), de 24 anos, foi eleita, mesmo não sendo candidata, para integrar a mesa diretora com a justificativa de “embelezar”.

O comentário foi feito por, no mínimo, três vereadores ao anunciar o voto em Iasmin, que é única mulher entre os 15 vereadores da Casa. A sessão ocorreu na quarta-feira da semana passada, dia 22 de dezembro. Diante dos comentários, Iasmin pediu a palavra e lamentou a situação. “Por favor, vereadores, quando forem votar em mim, votem pela minha capacidade intelectual, não pela minha beleza. Obrigada”, disse.

Diante dos comentários, Iasmin pediu a palavra e lamentou a situação. “Por favor, vereadores, quando forem votar em mim, votem pela minha capacidade intelectual, não pela minha beleza. Obrigada”, disse.

A fala foi seguida pela manifestação de um outro vereador, que chamou o ocorrido de “palhaçada”. “Quando os vereadores se organizam para votar em uma pessoa que está compondo a chapa contrária para articular e para deixá-la em saia justa é uma falta de respeito”, afirmou o vereador Carlos Eduardo (PP).

Os votos justificados pela aparência da parlamentar foram dados pelos vereadores Arion Braga (PP), Oraci Teixeira (PSB) e Silvio Neutzling (MDB). Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui