Xingar pode fazer bem para a confiança e força física? Psiquiatra analisa

Rafael Moreno entende que a chave para a saúde mental está na assertividade: não externalizar demais, e nem segurar todos os sentimentos


0
Foto: Freepik / Ilustrativa

O médico psiquiatra Rafael Moreno analisou o teor de uma pesquisa que apontou que xingar pode aumentar a confiança, a coragem e a força física de quem profere. Segundo o especialista, em comentários no quadro “Direto Ao Ponto” desta segunda-feira (11), xingar é um comportamento externalizante.

Moreno explica que guardar demais os sentimentos e reprimir as reações é um mecanismo de defesa. Porém, em pessoas excessivamente educadas, pode ser um fator de agressão a elas mesmas. “O excesso de controle emocional também faz mal”, observa.

Na visão do psiquiatra, não é indicado externalizar tudo, de forma agressiva, e nem segurar os sentimentos. Para o profissional, a chave está na assertividade: não xingar demais, e nem guardar demais. É saber se expressar e se posicionar adequadamente.

O médico lembra que a violência emocional, o abuso psicológico decorrente de xingamentos frequentes pode causar impactos significativos a quem recebe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui