Bairros Alesgut, Languiru e Centro Administrativo foram os mais afetados pelo temporal em Teutônia, conforme o prefeito

Dados preliminares dão conta de cerca de 50 casas destelhadas, além do comércio e danos na prefeitura


0
Foto: Gabriela Hautrive

O temporal que atingiu o Vale do Taquari na noite desta terça-feira (16) deixou muitos estragos na região. O município de Teutônia registrou diversos danos, com árvores caídas, casas, lojas e demais estabelecimentos destelhados. A fachada da loja Companhia Sapatos, na filial localizada no Bairro Languiru, foi totalmente destruída pela força do vento. Além disso, o telhado da Secretaria de Saúde foi arrancado.

O temporal foi pontual na cidade. Os bairros mais afetados foram os bairros Alesgut, Languiru e Centro Administrativo, conforme o prefeito Celso Forneck. O chefe do Executivo relata que, desde às 21h30 de terça-feira, as equipes estão nas ruas para atender os munícipes afetados pelo temporal, e seguirão durante está quarta (17).

“Buscando desobstruir as principais avenidas, acessos. Aqui também na prefeitura e atendendo as pessoas que mais precisam. Durante a madrugada, conseguimos resolver isso e hoje assim, está precário ainda, mas já tem os acessos liberados para a população. Agora, nós estamos trabalhando na recuperação do próprio Centro Administrativo, que também foi muito atingido, principalmente a Secretaria da Saúde. Nós estamos buscando recuperar salas para que a gente possa não tirar toda a Secretaria da Saúde daqui, para que as pessoas possam ser atendidas”, relata.

O pedido, segundo o prefeito, é de que as pessoas evitem atendimentos no local nesta quarta-feira (17). “A gente pede à população que hoje evite procurar a secretaria, para que a gente possa estruturar, porque os computadores molharam. Então muitos dados foram perdidos. Temos que recuperar eles, para que a gente consiga dar sequência ao trabalho”, destaca.

Além da secretaria citada, uma sala da prefeitura também foi afetada e passará por reparos. “O vento foi muito forte e derrubou muitas árvores, muita luz e também na prefeitura estragou a estrutura. A gente agora precisa pedir a colaboração de todos, a empatia. Eu sei que muitas casas foram atingidas. Não temos ainda os dados, mas falam em torno de 50 casas que foram destelhadas”, destaca.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui