Educação infantil de Lajeado começa o ano letivo com 280 crianças na lista de espera

Secretária municipal de Educação explica que maior demanda ocorre na faixa etária até os três anos


0
Adriana Vettorello (Foto: Gilson Lussani)

A retomada do ano letivo da rede municipal de ensino de Lajeado está previsto para o mês de fevereiro. Nesta quinta-feira (1º), ocorre o retorno das equipes. No ensino infantil, a abertura oficial está prevista para a segunda-feira (5). Já no ensino fundamental, será no dia 14. A programação contará com palestras no Teatro da Univates. No total, cerca de 12 mil alunos estarão retornando, nos dias 6 de fevereiro nas Emeis e no dia 19 de fevereiro nas Emefs. Uma das principais preocupações é a lista de espera nas creches.

A secretária de Educação de Lajeado, Adriana Vettorello, concedeu entrevista ao programa Panorama desta terça-feira (30) e estimou que cerca de 280 crianças estejam na lista de espera no mês de fevereiro. A maior demanda é para crianças com até três anos. Para minimizar a carência, diversas medidas foram tomadas. Entre elas, aberturas de turmas de berçário, contemplando também o bairro Igrejinha, além de uma parceria com a Slan, para abertura de novas vagas.

Adriana Vettorello ainda anunciou o encaminhamento de projetos através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que permitirão a abertura de duas novas Emeis. Uma delas no bairro Campestre e outra atrelada a Risque e Rabisque, que foi atingida pelas enchentes do ano passado. Também será ampliada a Emei do bairro Conservas.

Com relação à educação fundamental, foram criadas 475 novas vagas com ampliações de educandários. Cem delas somente na Emef do bairro Campestre. A secretária explicou que a demanda sempre é atendida e não há estudantes em lista de espera para esta faixa de educação.

A secretária de Educação de Lajeado ressaltou ainda o investimento feito na qualificação dos profissionais, com estudos, troca de experiências e prática. Ela entende que além da melhora na estrutura dos educandários, é fundamental avançar na qualidade do atendimento com a capacitação das equipes.

Texto: Gilson Lussani
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui