Encantado confirma primeiro caso de coronavírus no município; no Vale são 21

Mulher de 57 anos está em isolamento domiciliar. Ela realizou coleta do exame no dia 3 de abril.


0
Foto: Reprodução / Pixabay / GI

Em vídeo, o prefeito de Encantado, Adroaldo Conzatti (PSDB), confirmou o primeiro caso de coronavírus no município. Trata-se de uma mulher de 57 anos que está em isolamento domiciliar juntamente com sua família. Ela realizou a coleta para exame no dia 3 de abril. O Laboratório do Estado do Rio Grande do Sul (Lacen) enviou o resultando para o município nesta terça-feira (7).

A mulher está com os sintomas e chegou a ser internada no Hospital Santa Terezinha. Ela não tem histórico de viagem recente. Segundo a secretária de Saúde de Encantado, Clarissa da Rosa Preto Scatola, a pasta está tomando todas medidas possíveis e necessárias para garantir segurança a outras pessoas do município.

Ao todo, em Encantado, são oito casos em isolamento domiciliar e 89 pessoas monitoradas por apresentarem sintomas de gripe. O município conta atualmente com 94 pessoas atuando de forma direta na área da saúde. A secretária solicita que as pessoas, em especial os idosos, fiquem em casa, e caso precisem sair, usem máscaras mesmo que caseiras. Agora, o total de casos de coronavírus no Vale do Taquari passou par 21.

Dados dos pacientes da região

Curados

Lajeado
1 – Jovem de 22 anos: voltou de viagem da Suíça. Exame do Lacen: 22/03/2020. Curado em 3/04/2020

2- Homem de 57 anos, que voltou de viagem ao exterior. Curado desde 05/04.

3 – Mulher de 48 anos, que participou de evento no RS onde teve contato com caso positivo. Curada desde 06/04.

4 – Homem de 45 anos, que voltou de viagem do cruzeiro na costa brasileira. Curado desde 06/04.

Anta Gorda
1- Homem de 33 anos. Voltou de cruzeiro marítimo no litoral brasileiro. Exame do Lacen: 24/03/2020

2- Mulher (sem idade confirmada). Voltou de cruzeiro marítimo no litoral brasileiro. Exame do Lacen: 24/03/2020

Estrela
1– Mulher de 20 anos, sem sintomas, isolada em casa. Voltou de viagem à Irlanda. Exame do Lacen: 21/03/2020

Cruzeiro do Sul
1 – Mulher de 28 anos. Teve contato com  um homem que testou positivo, em congresso realizado em Bento Gonçalves. Exame do Lacen: 23/03/2020

Em quarentena ou internados

Lajeado
1 – Homem de 57 anos, internado na UTI do HBB. Voltou de cruzeiro marítimo no litoral brasileiro. Exame do Lacen: 21/03/2020.

2 – Homem de 60 anos: voltou de viagem da Suíça, está internado no Hospital Bruno Born, em estado estável. Previsão de alta para segunda (6). Exame do Lacen: 22/03/2020.

3 – Mulher de 27 anos, funcionária de uma empresa da área da saúde. É asmática. Sem identificação da origem do contágio.  Está internada no HBB, em estado estável. Exame do Lacen: 05/04/2020

4 – Homem de 67 anos. Internado no HBB em estado estável. Sem identificação da origem do contágio.  Exame do Lacen: 05/04/2020

5 – Mulher de 38 anos. Internada no HBB. Transmissão comunitária. Exame do Lacen: 06/04/2020

6- Homem de 59 anos, que foi atendido no Hospital Bruno Born (HBB) e já recebeu alta. Transmissão comunitária. Exame do Lacen: 07/04/2020

7- Mulher de 37 anos, que está internada no Hospital Bruno Born. Transmissão comunitária. Exame do Lacen: 07/04/2020

Tabaí
1- Mulher de 26 anos, que trabalha numa empresa de alimentos de Lajeado. Exame do Lacen: 06/04/2020
2- Mulher de 44 anos, que trabalha numa empresa de alimentos de Lajeado. Exame do Lacen: 06/04/2020
3- Mulher de 24 anos, que trabalha numa empresa de alimentos de Lajeado. Exame do Lacen: 06/04/2020
4- Homem de 40 anos, que trabalha numa empresa de alimentos de Lajeado. Exame do Lacen: 06/04/2020

Taquari
1 – Mulher de 26 anos, com sintomas, isolada em casa. Teve contato com colega de trabalho que tem suspeita de coronavírus. Ela atua numa empresa de alimentos de Lajeado. Exame do Lacen: 30/03/2020

Encantado
1- Mulher de 57 anos, chegou a ser internada no Hospital Santa Terezinha, mas agora faz isolamento domiciliar. Sem histórico de viagem. Exame do Lacen: 07/04/2020

OBS: Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Lajeado, Juliana Demarqui, ainda não há comprovação científica de que quem já tenha sido contaminado não possa vir a contrair o vírus novamente.

 

Texto: Gabriela Hautrive e Rita de Cássia
producao@independente.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui