Pelo menos oito residências de Lajeado seguem com árvores caídas sobre seus telhados

Remoção é feita pelo Corpo de Bombeiros Militar, com auxílio de um guincho que é contratado pela Secretaria de Meio Ambiente do município


0
Foto: Vinicius Mallmann

Pelo menos oito residências em Lajeado ainda tem árvores caídas sobre suas estruturas, comprometendo a segurança dos moradores. Elas tombaram na noite da última terça-feira (16), quando uma tempestade atingiu o Rio Grande do Sul.

Na tarde desta quinta-feira (18), a reportagem da Rádio Independente foi verificar a situação de dois moradores. No Bairro Morro 25, a casa de Karen Viviane Saenger (31) foi atingida por uma árvore de grande porte, que ficava em um terreno baldio nos fundos da residência. 

À reportagem, ela relatou como foi o momento em que ocorreu o tombamento. “Eu estava na parte da cozinha (local onde o telhado e forro cederam) e quando coloquei o pé para fora do imóvel, já escutei um barulho muito alto, tanto que eu achei que tinha sido um raio. Tapei meu ouvido e fechei os olhos, foi quando meu marido chegou e me puxou e falou: Vamos sair daqui que a casa vai cair”, relatou.

Neste momento, o casal foi até a residência dos vizinhos e só perceberam se tratar de uma árvore quando a situação ficou mais calma. Conforme a moradora, ainda na noite foi feito contato com o Corpo de Bombeiros Militar de Lajeado.

Outro morador que está passando pela mesma situação é Adriano de Oliveira Fernandes (37). Na sua casa, ele reside com sua esposa e outras sete crianças. “Foi assustador. As crianças começaram a correr de um lado para o outro, quando eu botei todos para dentro do banheiro, que é de material”, contou. Fernandes ainda conta que a casa balançou no momento da queda e que teme que ela ceda por conta do peso da árvore. 

De acordo com o comandante dos Bombeiros, Thallys Stobbe, a demanda de trabalhos segue muito alta, porém, situações como a de Karen e Adriano são resolvidas somente com um auxílio de um guincho, que é contratado pela Secretaria de Meio Ambiente de Lajeado. No total, oito residências do município aguardam por este trabalho, que já começou a ser realizado.

Texto: Vinicius Mallmann
regional@independente.com.br 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui