Fábrica de farinha de Cruzeiro do Sul está desde terça-feira sem produção por conta da falta de energia elétrica

Empresa está localizada em Bom Esperança, no interior do município. Proprietário Fábio Miguel Ferronato não sabe estimar no momento o quanto terá de prejuízo e a possível perda de fornecedores


1
Proprietários da empresa em Boa Esperança, Cruzeiro do Sul (Foto: Gabriela Hautrive)

A falta de energia elétrica por conta do temporal que atingiu o Vale do Taquari na noite de terça-feira (16) segue gerando transtornos e prejuízos para moradores e estabelecimentos comerciais da região. A fábrica de farinha Moinho Boa Esperança, em Boa Esperança, no interior de Cruzeiro do Sul, está sem produção de alimentos desde a noite do temporal. A área, com cerca de dez diferentes localidades, é atendida pela RGE e está toda sem energia elétrica. Dos 13 funcionários do local, alguns estão em casa e outros ajudaram na limpeza e organização do espaço.

A empresa familiar está com atraso de entrega aos fornecedores, e conforme um dos proprietários, Fábio Miguel Ferronato, não é possível estimar o valor em prejuízos no momento. “A gente não tem como calcular agora. A gente não sabe se o nosso cliente lá na frente não vai arrumar um outro fornecedor, porque nós estamos falhando com ele. Esse prejuízo vai acontecer depois, a gente hoje não tem como calcular. Botei muito produto fora que descongelou. Não conseguimos alternativa. A gente vai esperando, vai esperando e quando vê foi fora. Não tem o que fazer”, relata.

Local onde ficam as polentas quando há produção (Foto: Gabriela Hautrive)

A fábrica entrega polenta para restaurantes e não costuma ter muito estoque para levar o produto fresco, então os dias sem produção prejudicam muito o andamento do trabalho. “Se eu não fornecer a polenta para o restaurante ele também vai ficar sem produto, é uma corrente. Eles não entendem que a gente está passando esse problema. Então nós gostaríamos de resolver, dar uma solução para a gente. É um descaso”, comenta.

Segundo o empresário, próximo da rede elétrica da empresa há um galho nos fios. Uma equipe da RGE chegou a ir no local, porém não resolveu o problema. “Fui falar com a equipe que está mexendo. Eles disseram que não vão mexer na minha rede, tem que ser outra equipe, não estão autorizados.”

O filho do empresário, que também trabalha na fábrica, Fábio Junior Ferronato, conta que não lembra de episódios tão graves como esse de tantos dias sem energia elétrica nos últimos anos. “Desde que eles renovaram nossa rede aqui, a troca de postes, fazia uns três, quatro anos que nem falta de luz a gente tinha, que nem agora eu não me lembro”, destaca.

Sem previsão de retorno da energia

Conforme o gerente de serviços comerciais da RGE, Fábio Calvo, não há uma previsão exata para retorno da energia elétrica. “É uma complexidade muito grande dizer quando exatamente a energia vai voltar”, destacou. Ele disse que estão com mais de 360 pessoas engajadas para que a energia seja estabelecida no menor tempo possível.

Decreto por situação de emergência

Diante dos estragos causados pelo temporal da terça-feira (16), o município de Cruzeiro do Sul, através do prefeito João Henrique Dullius, decretou situação de emergência na tarde desta quinta-feira (18). Conforme o levantamento preliminar, 106 residências foram parcialmente destelhadas; cinco residências foram totalmente destelhadas; cinco famílias ficaram desalojadas e dois pontos comerciais tiveram danos estruturais.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

1 comentário

  1. Estamos desde terça-feira após o temporal sem energia. Somos produtores de leite aqui na Boa Esperança Baixa, Cruzeiro do Sul. Já perdemos 202 litros de leite, e ainda vamos perder até o Sábado a noite, pelo menos mais 170 litros.
    Motivo da falta de energia: caiu uma árvore em cima da rede de energia da RGE e arrebentou todos os fios de energia, devido ao temporal que ocorreu na terça-feira de noite.
    Há pouco mais de 1 mês atrás aconteceu, a queda de um poste de energia de madeira com transformador no mesmo local. Se a RGE não providenciar o corte das árvores que estão perto da rede e por cima da rede de energia, o problema vai se repetir várias vezes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui