“Na vida a gente precisa ter princípios e valores”, afirma vice-prefeita sobre saída da gestão de Teutônia

PL retirou apoio ao governo municipal e Aline Röhrig Kohl disse que atuará junto à comunidade e não mais no gabinete


1
Foto: Tiago Silva

O PL confirmou na noite desta terça-feira (30) a saída da atual gestão de Teutônia e a vice-prefeita, Aline Röhrig Kohl, não deve mais frequentar o gabinete. Ela concedeu entrevista ao programa Panorama desta quarta-feira (31), acompanhada da presidente da sigla no município, Alana Gaussmann Flores, e relatou que atuará de forma mais direta com a comunidade. O motivo da decisão foi a aproximação de Juliano Renato Körner, presidente do PDT, partido do atual prefeito Celso Aloísio Forneck, com o ex-prefeito, Jonathan Brönstrup (PSDB).

Desde o ano passado, esta ligação foi ficando mais evidente, o que desagradou a executiva do PL. “Na vida a gente precisa ter princípios e valores e a gente não pode relativizar isso para um projeto de poder”, afirmou a vice-prefeita. Ela entende que esta aproximação já tinha o objetivo de afastar o seu partido. “Meu coração diz que sim, porque existe um projeto de poder e este projeto de poder está acima de qualquer coisa que o próprio PDT acredita”, considerou.

Aline Röhrig Kohl (Foto: Tiago Silva)

Aline Röhrig Kohl explicou que seu partido sempre foi leal à atual gestão. “Mas a gente ganhou de presente da nossa lealdade mais uma proximidade do atual presidente do PDT com Brönstrup”, protestou. Segundo ela, o ex-prefeito “feriu a imagem de Teutônia”. Com isso, o encaminhamento tomado foi de uma ruptura total com as decisões de governo.

A vice-prefeita segue no cargo, mas não deverá mais frequentar o gabinete. “Apenas retiramos o apoio ao governo, mas seguimos sempre trabalhando pelo município de Teutônia”, relatou. A ideia é de uma maior aproximação com a comunidade ao longo de 2024. Ela não descartou ainda uma pré-candidatura à prefeitura neste ano. “É uma construção que nós vamos ter dentro da executiva. Nesse momento ainda não está lançada uma pré-candidatura, o que eu posso dizer é que nós seremos protagonistas, com certeza”, finalizou.

Alana Gaussmann Flores (Foto: Tiago Silva)

As secretárias Diana Feldens (Assistência Social) e Glaci Dickel (Juventude, Cultura Esporte e Lazer), ambas do PL, deverão permanecer nos cargos até que Forneck encontre seus substitutos. Segundo a presidente do PL, Alana Gaussmann Flores, a situação dos demais funcionários, vinculados ao partido e que estão dentro da administração municipal, deverá ser definida nos próximos dias.

Texto: Gilson Lussani
web@independente.com.br

1 comentário

  1. PL é o partido da divisão, enquanto outros partidos entendem que é necessário união inclusive com adversários políticos, esse partido acredita que deva haver divisão e que quem pensa diferente é inimigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui